PublicidadeIcone publicidade
Reclamação não resolvidaNão resolvido

CI descumpre contrato, não oferece aulas presenciais e cobra multa abusiva por cancelamento

Status da reclamação:
Reclamação não resolvidaNão resolvido

Esta reclamação possui mais de 3 anos e não está mais sendo contabilizada no índice da empresa

Ver todas Reclamações

Contratei um intercâmbio de 10 semanas em San Diego (EUA) com a CI Intercâmbio e Viagens, iniciando o programa em 9 de março de 2020. Apenas a primeira semana foi presencial. Na terça-feira da semana seguinte, fui comunicado de que as aulas passariam a ser telepresenciais.

Como não fazia o menor sentido sair do Brasil para fazer intercâmbio virtual, até porque paguei caro por passagem aérea, escola e hospedagem, me recusei a ter aulas pela internet. Contudo, a escola disse que eu só poderia desistir às segundas-feiras e, por isso, as aulas do restante da semana iriam ser computadas.

Então fui penalizado duas vezes de forma abusiva. Além de a escola não ter tido nenhuma punição por cancelar as aulas presenciais, ainda lesou os estudantes que não aceitaram as aulas virtuais, pois lhes foi cobrada multa e tiveram que pagar por esse produto totalmente diferente do contratado, durante três dias.

É fácil identificar como totalmente injusto que a escola não precise avisar previamente os alunos sobre o cancelamento das aulas, que informe sobre isso no início da semana e exija que os estudantes só possam desistir de prosseguir com o intercâmbio, em moldes totalmente diferentes do planejado, no início da semana seguinte.

Como se não bastasse, a CI não quer devolver integralmente o dinheiro correspondente ao período de 8 semanas de aulas não cursadas. A agência quer cobrar um valor adicional pelas duas semanas em que houve alguns encontros presenciais e outros apenas virtuais. A CI disse que precisa aplicar um reajuste tarifário. Isso mesmo, depois de eu ter pago tudo, assinado contrato, tido as aulas e voltado para o Brasil... Acreditem se puder!

Em outras palavras, a CI afirmou que vai aplicar um aumento de preços mas somente sobre as aulas que cursei. Já o valor de reembolso, correspondente às aulas pendentes, permanecem no valor antigo. A CI consegue ignorar o mínimo de bom senso para fazer cálculos com o mínimo de lógica aceitável e agir dentro da legalidade.

Depois de tamanho abuso, falta de razoabilidade e respeito às lei brasileiras, não é difícil de deduzir que a hospedagem acabou sendo outro grande problema. De acordo com as regras dispostas no documento CONFIRMAÇÃO DE ACOMODAÇÃO, o estudante precisaria pagar a taxa de U$ 100 ou avisar com duas semanas de antecedência da saída do quarto.

Comuniquei em 19 de março que iria deixar a hospedagem. Como liberei o quarto em 27 de março, somando três das dez semanas contratadas, a responsável pela acomodação disse que eu somente teria 6 semanas de crédito, caso quisesse retornar para os EUA e concluir o curso. Foram descontadas então as duas semanas de aviso prévio.

Novamente o consumidor foi penalizado, pois não foi comunicado previamente de que os serviços pagos não seriam fornecidos conforme o contrato. Ao pedir o reembolso correspondente às seis semanas de crédito em acomodação, a CI disse que o estudante não tinha direito a nada. A Central de Intercâmbio trouxe à baila uma nova regra, diversa da descrita na Confirmação de Acomodação. A agência passou a alegar que o estudante precisaria ter comunicado o cancelamento com quatro semanas de antecedência, e não duas como estava pactuado e devidamente documentado desde o início.

Esse foi apenas uma parte dos diversos problemas que o estudante teve com a CI... acredite... Antes da viagem, a gerência da empresa cobrou, inclusive por escrito, mais valores, dizendo que tinha errado nos cálculos... Isso depois de tudo pago e assinado o contrato. Fizeram o maior terrorismo comigo quando eu já estava no exterior, ainda caminho do destino final, San Diego. A CI me deixou extremamente inseguro e eu não sabia se a acomodação ia me receber... porque essa empresa só me mandou a confirmação da acomodação na véspera da minha chegada...

Peço à CI que responda a todos os pontos mencionados e que confirme qual a tratativa para o meu caso.

Compartilhe

Resposta da empresa

03/07/2020 às 19:54

Prezado Sr. Wellington

Agradecemos sua mensagem, e lamentamos o ocorrido.
Conforme mensagem trocada, aguardaremos os dados solicitados, para que possamos abrir uma auditoria em seu acionamento.

Queremos ajudá-lo da melhor maneira possível.
Ficamos a disposição.
Atenciosamente,
SAC CI
sac@ci.com.br

Réplica do consumidor

09/07/2020 às 12:00

A CI Intercâmbio apenas me pediu meus dados, que inclusive já constam no Reclame Aqui, mas não me deu absolutamente nenhuma resposta sobre minha demanda.

Réplica do consumidor

03/08/2020 às 22:54

O reclamante decidiu usufruir dos créditos para concluir o curso contratado. Nesse caso, mantém-se o problema quanto:

1. A falta de aviso prévio para o cancelamento das aulas presenciais, pois a LSI suspendeu esse serviço numa terça-feira e impôs que os clientes só poderiam recusar as aulas virtuais em dia de segunda-feira.

2. A multa abusiva, em desacordo com as regras de acomodação pactuadas quando da contratação do serviço.

A regra para cancelamento desse serviço é bem clara na Accommodation Confirmation, que a CI enviou para o consumidor em 29 de fevereiro. A PRÓPRIA AGÊNCIA DE INTERCÂMBIO grifou no documento o trecho abaixo, conforme se comprova no documento 1, anexado:

Vantaggio charges a $100.00 cancellation fee if your reservation is cancelled or shortened without at least two weeks notice.

Vantaggio cobra uma taxa de cancelamento de US $ 100,00 se a sua reserva for cancelada ou reduzida sem aviso prévio de pelo menos duas semanas.


O check in do aluno foi em 9 de março e em 19 do mesmo mês comunicou que iria deixar a hospedagem. Como liberou o quarto em 27 de março, somando quase três das dez semanas contratadas, a responsável pela acomodação, Sarah Smith, confirmou por e-mail, em 20 de março, que o cliente teria seis semanas de crédito, caso quisesse retornar para os EUA e concluir o curso. Segue o teor:

Em sex, 20 20e mar 20e 2020 às 15:20, Sarah Smith< ******* > escreveu:

Hello Wellington,

I hope this email finds you well.

I wanted to follow-up with you. Thank you for providing your check-out date for Vantaggio of April 2nd, 2020. I will be placing a credit for six weeks of Vantaggio and I will be providing the credit note to your agent. You can use this credit when you return to complete your course. Please remember, the credit is valid through December of 2021.

Eu queria acompanhar você. Obrigado por fornecer sua data de check-out para Vantaggio de 2 de abril de 2020. Estarei concedendo um crédito por seis semanas a Vantaggio e fornecerei a nota de crédito ao seu agente. Você pode usar esse crédito ao retornar para concluir seu curso. Lembre-se de que o crédito é válido até dezembro de 2021.

Thank you,

Sarah Smith
Student Services


Para o bom raciocínio lógico e matemático, está cristalino que foram descontadas duas semanas de aviso prévio nessa conta para se chegar ao saldo de créditos com base nas regras confirmadas pela própria CI e pela LSI. Tanto que a Sarah considerou como data de check out o dia 2 de abril, quando se completaram duas semanas do aviso formalizado em 19 de março, embora a data efetiva do check out tenha sido 27 de março.

Toda a argumentação tem base documental, na Confirmação de Acomodação e nos esclarecimentos do e-mail da LSI, que deixou o intercambista tranquilo sobre a concessão de seis semanas de crédito, e consequentemente o fez cancelar a hospedagem, pois teve a garantia de que poderia usufruir do período restante contratado até 2021. Totalmente descabida a informação da CI de que agora esses créditos não existem mais sob a alegação de que agora consta outra regra na política de rescisão divulgada no site da escola.

O consumidor requer assim as seis semanas de crédito de acomodação anteriormente concedidas pela LSI, e mais três dias de crédito de aulas pela falta de aviso prévio no cancelamento das aulas.

Consideração final do consumidor

08/03/2021 às 11:50

A Central de Intercâmbio chegou a dizer que ia abrir uma auditoria, mas não fez absolutamente nada. Disse que era para eu contratar a hospedagem novamente se quisesse continuar o curso de inglês. Fica o alerta para quem está pensando em contratar a CI. Eu não confio mais nessa empresa, que me deu um péssimo atendimento nos momentos em que mais precisei.

O problema foi resolvido?
Reclamação não resolvidaNão resolvido
Voltaria a fazer negócio?
Não
Nota do atendimento
0
PublicidadeIcone publicidade

Reputação da empresa:

Ótimo
ÓTIMO
8.4/ 10
CompareVer página da empresa

Está com problemas com CI Intercambio?

Reclamar
Melhores
Intercâmbios
Tire todas as suas dúvidas e confira o ranking das melhores empresas na página exclusiva do Reclame AQUI.
Acesse o ranking
PublicidadeIcone publicidade
PublicidadeIcone publicidade