PublicidadeIcone publicidade
Reclamação respondidaRespondida

Problema reincidente - veiculo desvalorizado - solicito devolucao de valores

Fiat
Sumaré - SP
19/06/2024 às 12:53
ID: 191160501
Status da reclamação:
Reclamação respondidaRespondida

BOA TARDE,

Conforme leciona o artigo 18, 1 , do CDC , ultrapassado o prazo de 30 (trinta) dias para solução do vício do produto, é facultada ao consumidor a restituição imediata da quantia paga pelo bem, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos.
É importante ressaltar que como já há entendimentos, esse prazo deve ser contado, sem interrupção ou suspensão, desde a primeira manifestação do vício até seu efetivo reparo, não se renovando a cada vez que o bem é levado ao fornecedor para correção do problema. A partir da extrapolação do prazo de 30 dias, o consumidor passa a ter o direito de recorrer aos mecanismos reparatórios previstos no artigo 18 do CDC.
O veículo apresentou uma série de problemas ao longo do tempo em que saiu da concessionária e nunca houve uma solução real aos problemas do veículo; eram realizadas trocas de peças em garantia e sempre o mesmo problema que consistia na perca de potência do motor repentinamente, onde estava na pista e de repente o veiculo parava de acelerar.
Isso já ocasionou em uma série de quase acidentes, no qual eu sempre relatei à concessionária que fazia os atendimentos de revisão e garantia, que havia perigo e riscos associados ao problema apresentado.
-----
Dia 22/04 foi levado o veículo a concessionária e avisado sobre a perca de potência; informaram que não havia nenhum problema sendo sinalizado e devolveram o veículo sem a realização de nenhum reparo.
No dia 26/04 consegui fazer uma filmagem do veículo em movimento para provar o problema que acontece com frequência sobre a perca de potência, qual não conseguiram constatar na concessionaria.
Levei novamente e houve troca de velas em garantia. O deixei 20/05 2 retirei no dia seguinte; sendo que em janeiro eu já havia levado o veiculo e eles haviam informado que estavam trocando velas e bicos injetores e resolveria o problema.
Depois de 20/05, em 31/05 o veículo voltou com o mesmo problema. Parou na pista, sem potencia de acelerar, causando diversos transtornos e riscos.
O veículo foi comprado zero na concessionária, justamente em vista a evitar problemas e transtornos, mas desde que o comprei não tive mais paz.
Conforme código do consumidor, considerando a sequência de idas a garantia desde 22/04 e nenhuma solução efetiva, o prazo de 30 dias referente ao CDC já se extinguiu.

(22/04, 26/04, 20/05 e 31/05)
Qual está na concessionária desde 04/06 novamente, sendo hoje 17/06/2024.

Hoje a concessionária entrou em contato dizendo que haveria a troca de motor, porém, como estou em meu direito do CDC e não houve solução efetiva no prazo, solicito por meio desde a restituição imediata dos valores pagos; estou agindo com a boa fé e sem intenção de enriquecimento, de forma que, só desejo a quantia paga, sem necessidade de atualização monetária com a taxa de juros e desvalorização do dinheiro neste prazo.

Além de estar no direito, confirmo ainda que o consumidor não pode arcar com ineficácia da correção do problema, de tal forma que após sequência de danos, a troca de motor causaria uma anotação em vistoria cautelar de venda e isso, como é de conhecimento popular ocasiona na desvalorização de revenda do veículo.
Então reitero meu pedido de devolução do valor pago e assim farei preenchimento do recibo de volta a FIAT.


Caso não seja resolvido na boa fé, já peço que me informem, para que eu possa abrir o processo judicial para pedir o mínimo do cumprimento da Lei e solicitar os danos que eu tive no período, bem como as custas advocatícias que vão ser acrescentadas.


Consumidora:
******* de Souza
CPF *******
Veiculo atualmente na Fiat Valverde em Paulinia
Fiat Pulse Drive Turbo
Placa *******
Chassi 9BD363A11NYZ12736

AGUARDO
Atenciosamente
LaisBOA TARDE,

Conforme leciona o artigo 18, 1 , do CDC , ultrapassado o prazo de 30 (trinta) dias para solução do vício do produto, é facultada ao consumidor a restituição imediata da quantia paga pelo bem, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos.
É importante ressaltar que como já há entendimentos, esse prazo deve ser contado, sem interrupção ou suspensão, desde a primeira manifestação do vício até seu efetivo reparo, não se renovando a cada vez que o bem é levado ao fornecedor para correção do problema. A partir da extrapolação do prazo de 30 dias, o consumidor passa a ter o direito de recorrer aos mecanismos reparatórios previstos no artigo 18 do CDC.
O veículo apresentou uma série de problemas ao longo do tempo em que saiu da concessionária e nunca houve uma solução real aos problemas do veículo; eram realizadas trocas de peças em garantia e sempre o mesmo problema que consistia na perca de potência do motor repentinamente, onde estava na pista e de repente o veiculo parava de acelerar.
Isso já ocasionou em uma série de quase acidentes, no qual eu sempre relatei à concessionária que fazia os atendimentos de revisão e garantia, que havia perigo e riscos associados ao problema apresentado.
-----
Dia 22/04 foi levado o veículo a concessionária e avisado sobre a perca de potência; informaram que não havia nenhum problema sendo sinalizado e devolveram o veículo sem a realização de nenhum reparo.
No dia 26/04 consegui fazer uma filmagem do veículo em movimento para provar o problema que acontece com frequência sobre a perca de potência, qual não conseguiram constatar na concessionaria.
Levei novamente e houve troca de velas em garantia. O deixei 20/05 2 retirei no dia seguinte; sendo que em janeiro eu já havia levado o veiculo e eles haviam informado que estavam trocando velas e bicos injetores e resolveria o problema.
Depois de 20/05, em 31/05 o veículo voltou com o mesmo problema. Parou na pista, sem potencia de acelerar, causando diversos transtornos e riscos.
O veículo foi comprado zero na concessionária, justamente em vista a evitar problemas e transtornos, mas desde que o comprei não tive mais paz.
Conforme código do consumidor, considerando a sequência de idas a garantia desde 22/04 e nenhuma solução efetiva, o prazo de 30 dias referente ao CDC já se extinguiu.

(22/04, 26/04, 20/05 e 31/05)
Qual está na concessionária desde 04/06 novamente, sendo hoje 17/06/2024.

Hoje a concessionária entrou em contato dizendo que haveria a troca de motor, porém, como estou em meu direito do CDC e não houve solução efetiva no prazo, solicito por meio desde a restituição imediata dos valores pagos; estou agindo com a boa fé e sem intenção de enriquecimento, de forma que, só desejo a quantia paga, sem necessidade de atualização monetária com a taxa de juros e desvalorização do dinheiro neste prazo.

Além de estar no direito, confirmo ainda que o consumidor não pode arcar com ineficácia da correção do problema, de tal forma que após sequência de danos, a troca de motor causaria uma anotação em vistoria cautelar de venda e isso, como é de conhecimento popular ocasiona na desvalorização de revenda do veículo.
Então reitero meu pedido de devolução do valor pago e assim farei preenchimento do recibo de volta a FIAT.


Caso não seja resolvido na boa fé, já peço que me informem, para que eu possa abrir o processo judicial para pedir o mínimo do cumprimento da Lei e solicitar os danos que eu tive no período, bem como as custas advocatícias que vão ser acrescentadas.


Consumidora:
******* de Souza
CPF *******
Veiculo atualmente na Fiat Valverde em Paulinia
Fiat Pulse Drive Turbo
Placa *******
Chassi 9BD363A11NYZ12736

AGUARDO
Atenciosamente
Lais

Marcas mencionadas

Compartilhe

Resposta da empresa

03/07/2024 às 10:38

Olá Lais, bom dia!

Protocolo de atendimento: 13561520

Foram realizadas tentativas de contato em 01/07/24 para informar sobre o atendimento, porém sem sucesso, desta forma, o protocolo foi encerrado e enviado um SMS para seu conhecimento. Com base em seu manifesto, a concessionária VALVERDE-PAULINIA foi acionada para que pudéssemos entender e nos posicionar diante do ocorrido.

Verificamos que o veículo deu entrada na Concessionária e foi realizado o diagnóstico, após a inspeção técnica confirmou-se a necessidade de substituição da peça motor.

Devido a concessionária não ter a peça disponível em estoque, a mesma foi encaminhada para o fabricante exigindo um prazo maior para reparo do seu veículo. Após a chegada da mesma seu veículo foi devidamente reparado e entregue em condições normais de uso.

Ressaltamos que a Montadora efetua o reparo do bem, não havendo tratativas de ressarcimento ou troca diante da possibilidade de reparação. Nossos profissionais são capacitados e recebem treinamento constante.

Estamos à disposição em todos os canais de atendimento para demais dúvidas/solicitações.

Atenciosamente,
Ana Flávia
Central de Serviços ao Cliente FIAT
Telefone: 0800 707-1000
Chat: https://chat.directtalk.com.br/static/?chatId=c61129e3-019e-4a29-98dc-b82d31584585

PublicidadeIcone publicidade

Reputação da empresa:

Bom
BOM
7.0/ 10
Ver página da empresa

Está com problemas com Fiat?

Reclamar
Melhores
Montadora de Veículos
Tire todas as suas dúvidas e confira o ranking das melhores empresas na página exclusiva do Reclame AQUI.
Acesse o ranking
PublicidadeIcone publicidade
PublicidadeIcone publicidade