Reclamação em réplicaEm réplica

Mau atendimento

Status da reclamação:
Reclamação em réplicaEm réplica

Esta reclamação possui mais de 3 anos e não está mais sendo contabilizada no índice da empresa

Ver todas Reclamações

Na tarde de 20-01-16, tinha um vôo marcado de SP Congonhas para RJ Santos Dumont, vôo 1044

Cheguei ao aeroporto e fiz meu check in e aguardei um pouco até entrar à sala de embarque, ainda estava muito cedo.

Por volta das 16:30 me dirigi à sala de embarque, mas ao entrar vi no painel da Infraero que o vôo 1044 estava sem previsão de embarque, mas normal pra mim, estava tranqüila, Sentei para tentar carregar meu celular e aguardar novas notícias.

Poucos minutos ali, vi no painel da Infraero que o 1044 atrasaria 2 horas, tranqüila continuei sentada.

Por volta das 17 escuto chamar um vôo da Avianca e outro da TAM com destino ao aeroporto Santos Dumont, sem entender muito o porque de outras empresas estarem saindo e a Gol não, resolvi me dirigir ao balcão de ajuda, na própria sala de embarque.

Nesse momento escuto no auto falante que o vôo 1042 antes do meu, havia sido cancelado.

Ao chegar no balcão, me dirigi a um rapaz e a uma moça chamada Juliana e perguntei o que estava acontecendo. Eles começaram a dizer que estavam sem previsão, não podiam me informar.

Foi quando surgiu do nada, um terceiro funcionário extremamente nervoso, alterado, grosso e me disse que se as outras empresas estavam decolando eles não tinham nada a ver com isso, que se eu quisesse, que pegasse outra empresa, ou fosse a pé. Fiquei abismada sem acreditar na maneira daquele funcionário da Gol, falar comigo. E antes que conseguisse falar com ele, virou as costas, debochando.

Nesse momento, completamente perplexa, pedi o nome dele pra falar com o responsável pela Gol naquele aeroporto, mas não quiseram me dar. Então fui até o outro balcão, e quando me aproximava, vi que o tal funcionário, que acabara de me desrespeitar, estava lá, fui até ele e perguntei seu nome, foi quando ele não deixou eu ver no crachá e já ia saindo, virando as costas novamente, aí , no intuito de não deixá-lo ir sem me dizer seu nome, encostei no ombro dele, por cima de seu uniforme.

Foi aí que tudo piorou bastante do que já havia acontecido, o funcionário começou a gritar alto, que ia chamar a polícia federal, que eu estava o agredindo, fazendo um escandalo.

Sem entender nada, já que não havia feito o que aquela pessoa descontrolada estava dizendo, pedi a um outro funcionário que estava dentro do balcão ajuda, e ele também se entender a atitude do colega de trabalho, pediu que eu me dirigisse ao check in e que procurasse o supervisor.

Foi o que fiz, mas para minha surpresa e total humilhação, o sujeito não satisfeito com o que já havia feito, foi me seguindo, gritando aos berros, um monte de ofensas, gritando que eu estava fugindo, que a polícia estava vindo para me prender, e todas as pessoas por todo o caminho até o check in, olhando aquele ser gritando, sem entender nada.

Calada, morrendo de vergonha, de cabeça baixa, continuei andando, e o homem gritando, fazendo um verdadeiro escandalo.

Quando cheguei no check in, fui atendida pelo supervisor Marcelo, estava muito envergonhada, tive uma crise de choro de nervoso, e ele pediu uma água, me acalmou e pediu que eu fizesse a reclamação quando chegasse ao Rio. Falei que faria isso, mas precisava saber o nome do funcionário, já que este, escondeu o crachá e não quis dizer seu nome. O supervisor então me disse, ele se chama Josimiel.

Ao chegar no aeroporto Santos Dumont, me encaminhei ao balcão de reclamação e fui atendida pelo supervisor Ugo, expliquei todo o ocorrido, o que o supervisor da Gol de SP havia me pedido que fizesse, e depois de escutar tudo, o supervisor Ugo, afirmou que se isso tivesse ocorrido aqui, no Santo Dumont, na supervisão dele, este funcionário teria sido demitido na mesma hora. Ele me encaminhou ao balcão do SAC e pediu que a funcionária Jocy registrasse toda a situação constrangedora, pela qual passei.

Fiz o relato da ocorrência escrita a mão, que gerou número de protocólo 36371074, e pediram que eu aguardasse o retorno.

Independente do registro da ocorrência que fiz no SAC da Gol, estou aqui, pois sei da credibilidade do trabalho de vocês, e é inadimissível que esse tipo de episódio aconteça, comigo ou com qualquer outro cliente da Gol.

Fico aqui, ainda muito desconfortável, aguardando uma resposta.

Compartilhe

Resposta da empresa

02/02/2016 às 16:35

Olá, Fernanda.

Boa tarde.


Primeiramente lamentamos profundamente pela insatisfação ocasionada.

Com base em seu relato, sua manifestação está registrada no ticket 91173, em nosso canal de atendimento.

Por gentileza, aguarde meu retorno em até 5 dias úteis. Tempo este para questionarmos as áreas envolvidas quanto ao ocorrido.


Atenciosamente,

Thais Silva
DRC - Diretoria de Relacionamento com o Cliente
VRG Linhas Aéreas S.A.
www.voegol.com.br
Central de Atendimento 0800 704 0465
Central de Vendas 0300 115 2121

Réplica do consumidor

02/02/2016 às 19:54

Boa noite Thais,
Ok, fico no aguardo,
Obrigada.

Réplica da empresa

08/02/2016 às 11:39

Olá, Fernanda,
Bom dia.

Enviamos agora mesmo através de mensagem privada demais informações quanto ao retorno desta manifestação.

Pedimos que acesse seu e-mail cadastrado no Reclame Aqui para visualizar o link referente a mensagem enviada. Caso não visualize na sua caixa de entrada, recomendamos que verifique também o SPAM de seu e-mail.

Atenciosamente,


Thais Silva
DRC - Diretoria de Relacionamento com o Cliente
VRG Linhas Aéreas S.A.
www.voegol.com.br
Central de Atendimento 0800 704 0465
Central de Vendas 0300 115 2121

Regular
Regular
6.5/ 10

Está com problemas com GOL?

Reclamar