PublicidadeIcone publicidade
Reclamação não resolvidaNão resolvido

Falha de Fabricação no Compressor Schulz.

Schulz S-A
Passos - MG
27/09/2023 às 10:25
ID: 172846887
Status da reclamação:
Reclamação não resolvidaNão resolvido

Prezados,

Venho por meio desta plataforma, em caráter urgente e de relevância, expor uma situação que ultrapassa a simples relação de consumo, tangendo o direito à qualidade e segurança dos produtos adquiridos por consumidores.

1. Dos Fatos:

Em 22 de janeiro de 2019, adquiri um compressor da marca Schulz, modelo CSLV 60 BR, referência 924.3471-0, na loja do mecânico, conforme comprova a Nota Fiscal de número 000.010.978, série 016. O aparelho foi adquirido para reserva, sendo que seu uso contínuo iniciou-se há pouco mais de um ano, e todas as manutenções preventivas e as trocas de óleo foram realizadas conforme as orientações do manual do fabricante.

No entanto, em 25 de setembro de 2023, o compressor parou seu funcionamento de maneira abrupta e imprevista. Ao procurar um especialista para averiguar o defeito, foi constatado que houve uma quebra sem precedentes do virabrequim, ocasionando danos a outros componentes, como pistões, emprenos e bielas. O mais alarmante é que foi identificada uma falha nítida de fundição no local da quebra do virabrequim, evidenciando um defeito de fabricação.

2. Do Direito:

O Art. 18 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece que os fornecedores são imediatamente responsáveis pelos vícios de qualidade ou quantidade que tornem os produtos inadequados ao consumo ou lhes diminuam o valor. Mesmo que o prazo de garantia convencional tenha se esgotado, existe o que chamamos de "vício oculto", que é um defeito intrínseco ao produto, não perceptível de imediato pelo consumidor. Nestes casos, a contagem do prazo para reclamação inicia-se no momento em que o defeito é evidenciado, conforme previsto no 3 do referido artigo.

3. Do Pedido:

Deste modo, respaldado pelo CDC, solicito a imediata substituição do compressor ou seu reparo gratuito, bem como a restituição de quaisquer custos decorrentes da paralisação do equipamento e do diagnóstico da falha. Em adição, reitero a importância da análise por parte da Schulz quanto à possível existência de outras unidades com o mesmo defeito, evitando futuros transtornos e possíveis ações judiciais.

Diante das tentativas frustradas de contato via SAC e 0800, recorro a este renomado canal esperando uma solução rápida e justa para o problema apresentado.

Atenciosamente,

Nilson Botelho
CPF: *******

Compartilhe

Resposta da empresa

27/09/2023 às 17:37

Caro Sr. Nilson, boa tarde!

Em que pese o compressor está fora do período de garantia, recomendamos que contate a rede de assistência autorizada Schulz disponível em https://www.schulz.com.br/assistencia-tecnica para avaliação do referido produto.
Ressaltamos que diante do prazo de garantia expirado, caso não haja constatação de defeito, poderá ensejar de cobrança de taxa pelo assistente autorizado.

Sem mais,

SAC Schulz

Réplica do consumidor

27/09/2023 às 22:47

Prezados representantes da Schulz,

Agradeço a atenção dispensada em sua resposta. Como conhecedor das leis do consumidor, considero fundamental abordar alguns pontos pertinentes.

Empatia e Relação de Longo Prazo:
É importante lembrar que, como cliente da Schulz, minha fidelidade e confiança são ativos valiosos para a empresa. Embora compreenda a necessidade de aderir aos protocolos padrão, esperava uma abordagem mais compreensiva e empática, dada a clareza com que apresentei o problema, inclusive fornecendo imagens e informações técnicas detalhadas.

Lei de Defesa do Consumidor e Vícios Ocultos:
Ainda que o período de garantia convencional tenha expirado, o Artigo 26, 3 do Código de Defesa do Consumidor estipula que os vícios ocultos, quando evidenciados após a garantia, mas oriundos de defeitos de fabricação, são passíveis de reclamação. A natureza do defeito em questão sugere exatamente essa condição.

Questões Técnicas, Ferro Fundido e o Virabrequin:
Conforme abordado em nossa exposição inicial, peças de ferro fundido, embora robustas, podem apresentar falhas inerentes ao processo de fundição. O virabrequin teve uma quebra inédita, altamente sugestiva de falha de fundição. No exato local da quebra, observam-se falhas claras, como evidenciado nas imagens anexas, que, surpreendentemente, não foram levadas em consideração em sua análise.

Dito isso, reitero a importância de analisar esta situação não apenas sob a ótica do protocolo padrão, mas também considerando o relacionamento com o consumidor, as obrigações legais e as particularidades técnicas. Seria mais prudente, nesse contexto, oferecer uma solução que reflita o comprometimento da Schulz com a qualidade de seus produtos e a satisfação de seus clientes.

Aguardo uma resposta mais elucidativa sobre como a empresa pretende proceder neste caso e confio que a postura adotada será mais alinhada com os valores e a reputação da Schulz no mercado.

Atenciosamente,

Nilson Botelho.
Pneuscarmg Centro Automotivo
Revenda Oficial Continental Pneus.

Réplica da empresa

29/09/2023 às 15:37

Caro Sr. Nilson, boa tarde!

Agradecemos a sua mensagem e as suas colocações.
Salientamos que, conforme anteriormente informado, em que pese o compressor está fora do período de garantia, recomendamos que contate a rede de assistência autorizada Schulz para avaliação do referido compressor.


Sem mais,

SAC Schulz

Réplica do consumidor

13/10/2023 às 09:56

Buscando uma Avaliação Imparcial da Schulz.

Prezados Representantes da Schulz,

Recentemente, enfrentamos uma situação desconfortável com um produto da marca Schulz, especificamente referente a um virabrequim. Em face de uma falha, buscamos um diagnóstico técnico e a empresa forneceu-nos um laudo. Contudo, nossas análises internas e expertise técnica nos levam a divergir das conclusões apresentadas pela Schulz.

Entendemos que as empresas têm suas políticas e protocolos internos, mas acreditamos veementemente que a verdade e a precisão são essenciais para manter a confiança e a relação transparente com seus clientes. Em virtude disso, elaboramos e enviamos um email detalhado para *******, onde expomos nossa análise técnica e solicitamos uma reavaliação. Acreditamos que este passo é crucial para esclarecer a situação, garantir que nossos direitos sejam respeitados e reafirmar a confiança que, até então, depositávamos na marca.

Queremos destacar aqui no Reclame Aqui que nosso intuito é buscar uma solução justa e equitativa, tendo sempre em mente a imparcialidade que um caso como este exige. Esperamos que a Schulz, uma empresa renomada e reconhecida no mercado, demonstre a devida atenção ao nosso caso, realizando uma análise mais criteriosa e, acima de tudo, imparcial.


Agradecemos a compreensão e que a Schulz possa nos responder brevemente, reforçando seu compromisso com a satisfação e bem-estar de seus clientes.

Atenciosamente,

Nilson Botelho.

Réplica do consumidor

18/10/2023 às 09:19

Prezada Schulz,

Já se passou um tempo considerável desde que postei minha reclamação nesta plataforma e, igualmente, enviei um email detalhado ao *******. Até o presente momento, não obtive nenhum retorno ou posicionamento da empresa a respeito das questões levantadas. Como consumidor, confiei na marca Schulz ao adquirir o produto e esperava uma assistência condizente com o renome da empresa.

Gostaria de ressaltar a importância da Teoria da Vida Útil dos Produtos, que estabelece que os bens duráveis têm um período previsível de uso sem falhas ou defeitos. Considerando esta teoria, é imprescindível que as empresas se responsabilizem por falhas prematuras ou defeitos que não se alinham com o esperado para o produto em questão.

O silêncio por parte da empresa não é apenas uma omissão em relação à minha reclamação, mas também um indicativo preocupante para todos os consumidores que confiam na marca e esperam adquirir produtos com vida útil adequada.

Solicito, com urgência, uma resposta da Schulz. É fundamental que sejamos ouvidos e que nossas preocupações sejam tratadas com seriedade. Caso não haja um retorno em tempo hábil, serei compelido a tomar as medidas necessárias para fazer prevalecer meus direitos como consumidor.

Espero que este novo contato motive a empresa a agir de forma transparente, responsável e, sobretudo, respeitosa com seus clientes.

Aguardo um posicionamento.

Atenciosamente,

Nilson Botelho.

Réplica da empresa

18/10/2023 às 10:28

Caro Sr. Nilton

Reiteramos as informações anteriores, sendo que não foram constatados vícios e/ou defeitos de fabricação ou ocultos no referido compressor.


Atenciosamente,

SAC Schulz

Réplica do consumidor

18/10/2023 às 11:09

Prezado SAC Schulz,

Em resposta à vossa última manifestação, permita-me reiterar e enfatizar pontos fundamentais que não foram considerados ou devidamente avaliados pela Schulz em sua análise.

Primeiramente, causa-nos perplexidade o fato de que a análise tenha sido conduzida meramente com base em fotografias, o que, por si só, já é questionável do ponto de vista técnico e, sem dúvida, insuficiente para se alcançar uma conclusão definitiva e precisa sobre o problema apresentado.

Em segundo lugar, chama-nos atenção o fato de não terem considerado o desgaste dos anéis, que claramente indica que o equipamento não operou mais do que 25% de sua capacidade total prevista. Tal indicativo deveria ser levado em conta ao avaliar a origem da falha.

Adicionalmente, o argumento de correia tensionada irregular não se sustenta, considerando que nossa empresa, de natureza automotiva, possui vasta expertise no manejo e manutenção de correias. Vale salientar ainda que recebemos visitas para manutenção da própria autorizada Schulz, o que nos leva a crer que, se houvesse algum desajuste no tensionamento da correia, este teria sido identificado e corrigido por vossos técnicos.

Portanto, com base nos fatos supracitados, e diante da postura parcial adotada pela Schulz, sentimo-nos na obrigação de buscar a tutela jurisdicional a fim de resguardar nossos direitos. Estamos confiantes de que, em sede judicial, será assegurada a imparcialidade e a designação de um especialista para analisar o equipamento, de modo a esclarecer todas as questões técnicas de maneira isenta.

Esperamos, sinceramente, que não tenhamos que percorrer este caminho e que a Schulz possa reconsiderar sua posição, optando por uma solução mais conciliatória e justa. Porém, na ausência de tal postura, não hesitaremos em tomar as medidas cabíveis para assegurar nossos direitos.

Atenciosamente,

Nilson Botelho.

Consideração final do consumidor

22/03/2024 às 09:30

A situação enfrentada com a empresa Schulz revela um cenário preocupante que merece atenção e reflexão. Quando adquirimos produtos, sobretudo aqueles essenciais para o funcionamento de nossas atividades comerciais, como é o caso de um compressor, esperamos não apenas qualidade, mas também um suporte pós-venda que esteja à altura do investimento realizado. No entanto, o ocorrido com o componente conhecido como virabrequim evidencia uma realidade bem diferente, que levanta questionamentos sérios sobre a postura da Schulz perante seus clientes.

A questão central não se resume simplesmente à quebra de uma peça, mas ao significado mais profundo por trás da recusa da empresa em investigar a fundo a causa do problema. Mesmo após o término do prazo de garantia, a descoberta de um possível vício oculto na peça deveria, por princípios éticos e de compromisso com a excelência, motivar uma análise minuciosa por parte da Schulz. Empresas que são verdadeiramente comprometidas com a satisfação e a segurança de seus consumidores não hesitariam em solicitar o envio da peça para uma avaliação detalhada, independentemente de questões contratuais.

A posição adotada pela Schulz, centrada na rigidez dos prazos de garantia e desconsiderando a gravidade da falha reportada, revela uma visão empresarial míope. Afinal, mais do que a perda financeira imediata causada ao cliente, a empresa ignora o impacto negativo sobre sua reputação e a confiança dos consumidores. Em um mercado cada vez mais competitivo, onde a percepção de valor e a lealdade dos clientes são ativos inestimáveis, tais práticas podem ter repercussões duradouras.

É imperativo, portanto, que a Schulz reavalie suas políticas de atendimento ao consumidor. O suporte pós-venda, especialmente em casos que apontam para defeitos ocultos, é um elemento chave na construção de uma relação duradoura e positiva com o mercado. Por meio de uma postura mais aberta e proativa na resolução de problemas, a empresa não apenas faria jus ao seu compromisso com a qualidade e a confiabilidade, mas também demonstraria um genuíno respeito pelos seus clientes.

Diante do exposto, faz-se um apelo à Schulz para que reconsidere a maneira como lida com situações similares no futuro. Ao adotar uma abordagem mais compreensiva e investigativa, a empresa não só estará corrigindo um erro pontual, mas também reafirmando seu compromisso com os mais altos padrões de excelência e integridade no mercado.

O problema foi resolvido?
Reclamação não resolvidaNão resolvido
Voltaria a fazer negócio?
Não
Nota do atendimento
0
PublicidadeIcone publicidade

Reputação da empresa:

Bom
BOM
7.7/ 10
CompareVer página da empresa

Está com problemas com Schulz S-A?

Reclamar
PublicidadeIcone publicidade
PublicidadeIcone publicidade