ResolvidoResolvido

CAMIONETE HILUX COM DEFEITO DE FABRICA E OU DANIFICADO NA CONCESSIONARIA

Toyota
Marília - SP
09/09/2015 às 17:54
ID: 14538002
    Status da reclamação:
    ResolvidoResolvido

    Esta reclamação possui mais de 3 anos e não está mais sendo contabilizada no índice da empresa

    Ver todas Reclamações

    Cópia desta enviada para o Sr. Shunichi Nakanishi, MD Presidente da Toyota Mercosul, através da Secretária Roseli Sei, rsei@toyota.com.br



    ENCAMINHO A PRESENTE A RECLAMAÇÃO NA ESPERANÇA QUE A MESMA ENCONTRE ECO E ENCONTRE SOLUÇÃO PARA O GRAVE PROBLEMA QUE ENVOLVE O NOME DA CONCEITUADA MARCA TOYOTA, MAIS QUE ISTO, QUE A MESMA CHEGUE AOS OUVIDOS DO SR. SHUNICHI NAKANISHI DIGNÍSSIMO PRESIDENTE DA TOYOTA MERCOSUL.



    A PRESENTE DENÚNCIA DEIXARIA O PRESIDENTE MUNDIAL DA TOYOTA AKIO TOYODA ENVERGONHADO.



    Adquiri uma camionete 0km, Toyota Hilux CD diesel, SRV 4x4, em junho de 2013 na Stéfani Motors, concessionária Toyota na Cidade de Araraquara-SP.

    Desde os primeiros 400 km ela vem apresentando inúmeros problemas, inclusive mecânico.

    As revisões e verificações dos defeitos foram realizadas pela Mirai Motors na Cidade de Marília-SP.

    O mais grave problema é na suspensão dianteira, uma vez que não se consegue fazer um balanceamento com perfeição e, além disso, gerou desgaste prematuro dos pneus que foram trocados em garantia.

    A camionete se encontra, atualmente, com 46.237km e dentro da garantia de 3 anos da fábrica.

    Neste tempo, ou seja, em torno de 2 anos, inúmeras foram as vezes que o veículo deu entrada na concessionária Mirai em Marília.

    Neste tempo, foram substituídas as seguintes peças em garantia:

    1 – tampa do air-bag;

    2 - atualização do GPS que saiu com o mapa Brasil já desatualizado da montadora;

    3 – barulho no capô;

    4 – amortecedor dianteiro;

    5 – trocas de lâmpada traseira (sempre o mesmo lado);

    5 – discos de freios (duas vezes);

    6 – Pastilhas de freios (2 vezes);

    7 – trocas dos 4 pneus por desgaste prematuro por problemas na suspensão (duas vezes);

    8 – cambagens;

    9 – alinhamento e balanceamentos (5 vezes);

    10 – manutenção das rodas;

    11 – grades de ventilação e guarnição da borracha do para-brisas;

    12 – conjunto de bico injetor (4 bicos);

    13 – junta da tampa do cabeçote;

    14 – selo do tubo;

    15 – junta de aço e,

    16 – troca da bateria



    No mês de maio, a camionete entrou na concessionaria Mirai Motors e Marília a fim de avaliar o problema da suspensão.

    Depois de 14 (catorze) dias, o absurdo diagnóstico foi que os pneus (que já haviam sido substituídos em garantia em razão de desgaste prematuro) também apresentavam desgaste, primeiramente com a alegação de que as rodas estariam desalinhadas e, quando constatado que o alinhamento havia sido feito pela mesma concessionária e se encontrava dentro do prazo em garantia, mudaram o diagnóstico para calibragem irregular.

    Para minimizar as dores de cabeça e os prejuízos já experimentados, deram descontos nos pneus e eu paguei por esta substituição e, pasmem, a concessionária Mirai se recusou a emitir a nota fiscal da compra dos pneus.

    Por fim, o mais grave.

    Depois de achar que os problemas haviam sido solucionados, constatou-se que o problema da suspensão (não se consegui balanceamento) continua e, pior que isto, após a retirada do veículo da concessionária, este consumidor, ao encontrar em uma oportunidade o seu veículo sob a luz solar, percebeu diferença de cor no para-lamas dianteiro direito.

    Levado o veículo na concessionária, foi diagnosticado que o defeito de cor no para-lama dianteiro direito era de fábrica. O diagnóstico foi passado pelo Sr. EDSON, chefe de oficina da concessionária Mirai Motors à montadora Toyota, sendo imediatamente autorizado o reparo da peça em garantia, assim como polimento geral do veículo para igualar a cor. Em seguida, este consumidor foi orientado para levar o veículo para reparos na peça defeituosa.

    No dia 06/07/2015 este consumidor apresentou o veículo na concessionária Mirai Motors, oportunidade em que foi aberta a O.S. – Ordem de Serviço nº 78.151 onde consta o seguinte: “REALIZAR PINTURA DO PARALAMA DIANTEIRO DIREITO DEVIDO DIFERENÇA DE COR E CONSTATADO QUE O VEÍCULO NÃO FOI BATIDO E SIM PROBLEMA DE FÁBRICA, SERÁ EFETUADO SERVIÇO EM GARANTIA. POLIMENTO GERAL”.

    No mesmo sentido está a declaração do prestador de serviços de funilaria e pintura, terceirizado pela concessionária Toyota Mirai Motors em Marília-SP.

    Pois bem.

    Diante dos fatos, este consumidor, se sentido inseguro e não tendo a absoluta certeza de que o defeito é efetivamente da fábrica, razão pela qual entrou em contato no dia 20/07/2015 com o SAC da montadora Toyota através do numero 08007030206, PROTOCOLO 643663, oportunidade em que foi atendido primeiramente pelo engenheiro GILBERTO que orientou este consumidor, em razão da dúvida, a procurar outra concessionária da Toyota para um segundo diagnóstico.

    No dia 06/08/2015 este consumidor se dirigiu à concessionária Toyota MORI MOTORS em Bauru-SP, oportunidade em que foi atendido pelos técnicos especializados e, por ordem do Engenheiro TOMÁZ da montadora Toyota, o perito RENAN que se encontrava na Mori Motors, vistoriaram a camionete HILUX e determinou abertura de ordem de serviço – O.S. nº 74.827 – cujo diagnóstico, foi o seguinte: “PARALAMA DIANTEIRO LADO DIREITO COM DIFERENÇA DE PADRÃO DE COR E SINAL DE TROCA NOS PARAFUSOS COM FAROL LADO DIREITO COM MARCA DE POSSÍVEL TROCA”.

    Como se conclui, são conflitantes os diagnósticos e declaração e, outra não pode ser a conclusão senão a de que, no período em que o veículo ficou na Mirai Motors, durante 14 (catorze) dias para que se pudesse resolver outro grave problema na suspensão dianteira, ocorreu algum acidente que danificou o para-lama dianteiro direito e o farol do mesmo lado, tendo sido substituídas as peças e feita a repintura na lata.

    O ilícito cometido pela concessionária Mirai Motors, em tese, foi agravado pelo fato de que buscaram reparar os danos ocasionados no veículo sem dar conhecimento do ocorrido ao proprietário do veículo, o qual se encontrava sob a responsabilidade da concessionaria, grave, muito mais grave, é que a mesma concessionária, ao ser procurada pelo proprietário que descobriu o defeito, eis que para a falta de sorte, a repintura foi feita com mistura de tinta diferente da original do veículo, DE MANEIRA DOLOSA, IMPUTOU À MONTADORA TOYOTA, A CULPA PELA DIFERENÇA DE COR DA PEÇA DE LATA, AFIRMANDO E EMITINDO DOCUMENTOS À RESPEITO DE QUE O DEFEITO APRESENTADO ERA DE FÁBRICA.

    Pois bem.

    Diante de tudo isto, foi buscada uma solução pacifica e administrativa, visando reparar o dano e compensar o consumidor, cuja proposta do cliente prejudicado foi no sentido de que se acertasse uma troca do veículo danificado por outro zero km, com troca pelo preço da tabela FIPE no seminovo e um bônus na compra do zero km. Certamente, o cliente teria que dispender de valores como parte de pagamento do preço do veículo zero km, no entanto, depois de passados mais de 10 (dez) dias, tanto a concessionária com a anuência da montadora, foi oferecido simples reparos na peça defeituosa, ou seja, a repintura da peça que foi danificada ainda dentro da concessionária por um dos seus prepostos ou, receberiam o veículo seminovo com diferença de R$ 15.000,00 à menos do que estabelece a tabela FIPE e, dariam um desconto de apenas R$ 10.000,00 para a compra do novo.

    É bom registrar que, primeiramente, o veículo seminovo, único dono, com revisões feitas e com pouco mais de 46.000 km originais, certamente seria vendido para particular pelo preço, no mínimo, da tabela FIPE, hoje, em torno de R$ 120.000,00 e, por segundo, o desconto oferecido – R$ 10.000,00 -, este, está sendo disponibilizado a qualquer novo comprador da hilux, basta simples leitura de outdoor instalado na parede lateral da concessionária, uma vez que nos próximos meses será lançado novo modelo do veículo. Ou seja, NADA FOI OFERECIDO PARA SOLUCIONAR PACIFICAMENTE A PENDENGA INSTALADA POR CULPA DA CONCESSIONÁRIA E COM CONIVÊNCIA DA MONTADORA TOYOTA.

    Assim sendo, lanço este reclamo à OUVIDORIA DA MONTADORA TOYOTA, aos serviços de proteção do consumidor, veículos de comunicações especializados e com cópias para particulares, amigos do consumidor [Editado pelo Reclame Aqui] para que tomem conhecimento de todos os fato e fiquem alertas antes de comprar um veículo da marca TOYOTA e, especialmente se esta compra for intermediada pela CONCESSIONÁRIA MIRAI MOTORS EM MARÍLIA.

    Mais que isto, fica registrado que, se no prazo máximo de 10 (dez) dias, contados da presente data, NADA FOR RESOLVIDO ADMINISTRATIVA E SATISFATORIAMENTE, será proposta ação judicial cabível ao caso, visando a reparação total da perdas e danos, tanto de ordem material, como também de ordem moral.



    Segue abaixo as cópias digitalizadas devidamente autenticadas e com firmas reconhecidas, SENDO UMA ORDEM DE SERVIÇOS DA MIRAI MOTORS CONCESSIONÁRIA TOYOTA EM MARÍLIA-SP COM DECLARAÇÃO DE TERCEIRO PRESTADOR DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA A REFERIDA CONCESSIONÁRIA E, A OUTRA ORDEM DE SERVIÇO FOI EMITIDA, POR DETERMINAÇÃO DO ENGENHEIRO DA MONTADORA TOYOTA, SR. THOMAZ, COM ACOMPANHAMENTO DO EXPERT RENAN, A QUAL CONTRARIA OS INFORMES DAS ANTERIORES E PROVAM, S.M.J., O ATO ILÍCITO PRATICADO PELA MIRAI MOTORS CONCESSIONÁRIA TOYOTA EM MARÍLIA-SP.

    Marília, 19 de agosto de 2015.



    JOÃO CARLOS PEREIRA

    RG 16.743.491

    OAB/SP 200.762



    Telefones para contato: 14-3422.3299 ou 99633.0203



    CÓPIAS REMETIDAS PARA O SAC DA TOYOTA, AO RECLAMEAQUI, REVISTA 4 RODAS, PROGRAMA FALA CIDADE, PATRULHA DO CONSUMIDOR (Celso Russomano) E OUTROS CANAIS DE COMUNICAÇÕES ESPECIALIZADOS.

    Compartilhe

    Resposta da empresa

    30/09/2015 às 11:40

    Prezado Cliente,

    Informamos que todos os esclarecimentos foram prestados, conforme contato realizado em 15/09/2015.
    Permanecemos à disposição.

    Cordialmente,

    Toyota do Brasil
    Serviço de Assistência ao Cliente
    0800 703 02 06
    clientes@sac.toyota.com.br

    Consideração final do consumidor

    28/08/2017 às 15:35

    razoável

    O problema foi resolvido?
    ResolvidoResolvido
    Voltaria a fazer negócio?
    Sim
    Nota do atendimento
    8
    Não recomendada
    Não recomendada
    --/ 10

    Está com problemas com Toyota?

    Reclamar