PublicidadeIcone publicidade
Reclamação não resolvidaNão resolvido

Portal do Bitcoin

Unick Academy
São Paulo - SP
19/06/2024 às 16:27
ID: 191181699
Status da reclamação:
Reclamação não resolvidaNão resolvido

Polícia Federal encerra relatório sobre caso Unick Forex e conclui que [Editado pelo Reclame Aqui] foi de R$ 12 bilhões
Esquema teria movimentado cerca de R$ 30 bilhões
Wagner Riggs
13 maio, 2021 14:16
Comentários
Imagem da matéria: Polícia Federal encerra relatório sobre caso Unick Forex e conclui que [Editado pelo Reclame Aqui] foi de R$ 12 bilhões
Fernando Lusvarghi, à direita, era diretor jurídico da Unick e dono da SA Capital (Foto: Youtube/Reprodução)
A SEGUIR
Imagem da matéria: Binance é alvo de investigação da Receita e do Departamento de Justiça dos EUA, diz Bloomberg
Binance é alvo de investigação da Receita e do Departamento de Justiça dos EUA, diz Bloomberg
Publicado em
13 maio, 2021 14:16
Atualizado em
26 jan, 2024 16:38
AUTOR

Wagner Riggs
TAGS
Pirâmide Financeira,Unick Forex
COMPARTILHAR
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Mais
A Polícia Federal (PF) concluiu na terça-feira (11) a análise de todo o material digital relacionado ao caso Unick Forex, um esquema de pirâmide financeira com bitcoin que quebrou em 2019, causando um prejuízo na casa de bilhões a milhares investidores brasileiros.

O processo, que tramita na 7 Vara Federal de Porto Alegre, aguardava este relatório detalhado sobre o papel de cada um dos 15 acusados e agora as audiências devem ser marcadas. As informações são do Gaúcha ZH, em publicação nesta quinta-feira (13).

Publicidade

O documento, descrito como relatório complementar, é fruto de uma gama de arquivos digitais sobre os envolvidos identificados durante as ações da Operação Lamanai, deflagrada em outubro de 2019. O esquema [Editado pelo Reclame Aqui] teria [Editado pelo Reclame Aqui] clientes em cerca de R$ 12 bilhões, segundo a publicação, mas a movimentação financeira contabilizada da empresa nos últimos anos chega a R$ 28 bilhões. Os números podem estar inflacionados por causa das altas promessas de retorno.

Acusados da Unick Forex
De acordo com o Gaúcha ZH, o relatório da PF descreve Leidimar Lopes como o cabeça do grupo, tratado pelas pessoas abaixo da pirâmide como comandante, presidente ou chefe.

Danter Silva, que atuava como diretor de marketing e, portanto, era o rosto da Unick, estaria ligado diretamente a Leidimar Lopes e era responsável pelos de vídeos corporativos, palestras e produtos da empresa, além de atuar também no planejamento e gerenciamento dos negócios da Unick.

O advogado Fernando Baum Salomon, um dos últimos a ser identificado dentro do caso, inicialmente atuaria juntamente a Caren Greff de Oliveira para a suposta organização [Editado pelo Reclame Aqui] a partir do seu escritório de advocacia. Tachado de líder oculto, Salomon teria cedido contas pessoais e de seu escritório de advocacia para o uso da organização [Editado pelo Reclame Aqui].

Publicidade

Outro rosto conhecido da Unick é do advogado Fernando Lusvarghi, que supostamente atuava como diretor jurídico da Unick Forex, gerenciando planejamentos e efetuando pagamentos a clientes. A partir da sua empresa SA Capital, descreveu o site, Lusvarghi prestaria garantia supostamente fictícia aos investidores.

Vale lembrar Lopes, Danter e outros líderes foram liberados provisoriamente da prisão devido à pandemia.

Advogado, laranja e família envolvidos
No ano passado, áudios vazados ampliaram o entendimento de como a Unick atuava, revelando conversas de Leidimar com um advogado, um laranja e com pessoas da família. Veja abaixo o que cada um fazia no esquema, conforme o resumo do relatório, na íntegra, publicado pelo Gaúcha ZH.

Caren Cristiani Greff Martins Advogada, teria atuado, em parte do período dos fatos, juntamente a Fernando Salomon, no mesmo escritório de advocacia, para as atividades da Unick Forex. E, em outra parte, a partir do seu próprio escritório de advocacia. Trabalharia como prestadora de serviços advocatícios à empresa.

LEIA TAMBÉM
Fachada do MPDFT - Facebook
PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF
Paulo Sérgio Kroeff Estaria ligado a Leidimar Lopes, Fernando Salomon e Caren Greff. Seria o responsável pela aquisição e direção de empresas para Leidimar nas atividades que seriam desenvolvidas pela Unick Forex.

Publicidade

Israel Nogueira e Sousa Seria diretor de comunicação e tecnologia da Unick Forex. Atuaria no desenvolvimento de sistemas para a operacionalização das atividades da empresa. Auxiliaria na abertura de empresa para a suposta organização [Editado pelo Reclame Aqui] em Los Angeles (EUA) e de contas bancárias para suposto recebimento de recursos dos investimentos.

Sebastião Lucas da Silva Gil Integraria a equipe diretiva da Unick Forex. Movimentaria em sua conta bancária valores da Unick Forex e efetuaria contatos com clientes acerca de seus investimentos na empresa. Atuaria na criação de banco digital (OURBANK) para a suposta organização [Editado pelo Reclame Aqui].

Euler da Silva Machado Efetuaria pagamentos a pessoas, segundo a investigação, a mando de Leidimar Lopes. Controlaria pagamentos a clientes da Unick Forex.

Ronaldo Luis Sembranelli Atuou, conforme a investigação, como laranja de Leidimar para a aquisição de ações de um banco com recursos que viriam das atividades da Unick.

Marcos da Silva Kronhardt Atuaria como trader (profissional responsável por negociar ativos financeiros) e operador da Unick Forex no mercado Forex. O réu agiria como prestador de serviços por meio da sua empresa MSK Soluções Financeiras.

Publicidade

Fabiano Alves da Silva Seria diretor administrativo da Unick Forex, e teria ligação direta com Leidimar Lopes. Seria responsável pela equipe de desenvolvimento, criação e projetos do suporte da empresa. Acompanharia a gestão e teria realizado, em conjunto a Leidimar, negócios da empresa.

Ana Carolina de Oliveira Lopes Filha de Leidimar Lopes, teria exercido, com o pai, a administração da Unick Forex. Controlaria contas bancárias do grupo, cederia sua conta para supostos recebimentos de valores de investimentos, elaboraria, entre outros, contratos de traders para a Unick.

Itamar Bernardo Lopes Movimentaria em contas bancárias próprias e de sua empresa valores que seriam captados pela suposta organização [Editado pelo Reclame Aqui].

Ricardo Ramos Rodrigues Contador, atuaria na suposta organização [Editado pelo Reclame Aqui] confeccionando documentos fiscais e contábeis do grupo.

Multa de R$ 12 milhões
Tanto a Unick Forex quanto seus maiores líderes já foram condenados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por distribuição irregular de valor mobiliário e oferta irregular de contratos de investimentos coletivo (CIC).

Cada um dos acusados Leidimar Lopes; Alberi Pinheiro; Fernando Lusvarghi terá que pagar uma multa de R$ 3 milhões ao regulador, o que totaliza R$ 12 milhões A decisão foi proferida pelo colegiado CVM em 08 de dezembro do ano passado.

Polícia Federal instaura 5 inquéritos contra irmãos da Midas Trend
Caso está sob análise de vários órgãos públicos após [Editado pelo Reclame Aqui] milionário envolvendo criptomoedas.

Gustavo Bertolucci
Por:
Gustavo Bertolucci
05/04/2022 14:56

- Atualizado há 05/04/2022 14:56

Midas Trend é [Editado pelo Reclame Aqui]?
Midas Trend
A Polícia Federal está com 5 inquéritos em aberto para analisar denúncias envolvendo a Midas Trend e seus líderes, os dois irmãos Devanir e Devaney Vieira dos Santos.

Ambos são acusados por ex-clientes da Midas Trend de aplicar um [Editado pelo Reclame Aqui] de milhões de reais no mercado financeiro. O esquema ruiu em 2020, ano em que começaram atrasar os saques de clientes.

E para captar investidores, o esquema de pirâmide financeira passava uma imagem de sucesso e altos ganhos fáceis. A justificativa para essa realidade era que um robô de arbitragem realizava operações de sucesso no mercado de criptomoedas.


Quando tudo desmoronou, cerca de 60 mil famílias que acreditaram no [Editado pelo Reclame Aqui] financeiro ficaram sem suporte e informações sobre seu dinheiro.

Entre em nosso grupo no WhatsApp e fique atualizado.
Polícia Federal já analisa 5 inquéritos sobre a Midas Trend, diz promotora de justiça
Em agosto de 2020, quando o [Editado pelo Reclame Aqui] da Midas Trend contra investidores já fazia quase o seu primeiro aniversário, a empresa foi alvo de uma matéria no Domingo Espetacular que escancarou detalhes do [Editado pelo Reclame Aqui] na mídia nacional.

Quase dois anos depois, agora o Jornal da Record avançou nas investigações sobre o caso e revelou novos detalhes sobre o andamento das investigações contra essa empresa.

Isso porque, eles conversaram com a promotora de justiça Joseane Lopes da Silva, do Estado da Bahia. Neste estado a Midas Trend inclusive operava sua [Editado pelo Reclame Aqui] e chegou a receber atenção do MPBA, que ordenou o fim das atividades do negócio.

De acordo com a promotora, o caso segue sob investigação em vários estados do Brasil, após clientes denunciarem para autoridades os [Editado pelo Reclame Aqui] dos irmãos Devanir e Devaney.

Além disso, ela revelou em sua reportagem que a Midas Trend já está sob análise da Polícia Federal, autoridade policial que prendeu vários líderes de esquemas com criptomoedas nos últimos anos, como líderes da Indeal, Unick Forex, Grupo Bitcoin Banco e GAS Consultoria, todos esses atuando com [Editado pelo Reclame Aqui] promessas de rendimentos associadas ao Bitcoin.

Investidores acreditaram no robô milagroso que multiplicavam Bitcoins, mesmo sem estudas sobre os fundamentos da tecnologia
O Jornal da Record conversou ainda com dois investidores que confiaram no [Editado pelo Reclame Aqui] e colocaram seu dinheiro no esquema, perdendo tudo.

Um deles revelou que não conhecia o Bitcoin e estava acostumado apenas com aplicações em bancos tradicionais. Mas ao ver a rentabilidade de 30% ao mês da Midas Trend, ele colocou seu dinheiro na empresa e hoje figura entre as vítimas do [Editado pelo Reclame Aqui].

Um advogado que defende clientes da Midas revelou que Devanir e Devaney já estão criando um [Editado pelo Reclame Aqui] contra 5 mil investidores, dessa vez com promessas não ligadas ao mercado de criptomoedas, mas de marketing digital.


Economia
Fuga com bilhões: o sumiço misterioso da criptorainha na mira do FBI
Do UOL, em São Paulo
06/06/2024 04h00


Ruja Ignatova em evento promovido pela OneCoin em Londres antes de ficar foragida
Imagem: Divulgação/Department of Justice US

A búlgara Ruja Ignatova, de 44 anos, está na lista das dez pessoas mais procuradas pelo FBI, a polícia federal dos EUA, por acusações de [Editado pelo Reclame Aqui] em um [Editado pelo Reclame Aqui] de criptomoedas, considerado um dos maiores da história.

Há poucos rastros desde seu desaparecimento, em 2017, mas novas pistas apontam que ela pode ter sido assassinada pelo chefe do [Editado pelo Reclame Aqui] organizado na Bulgária e seu ex-aliado.

Quem é Ruja Ignatova
Ruja Ignatova nasceu na Bulgária, - Veja mais em https://*******

Compartilhe

Consideração final do consumidor

30/06/2024 às 17:15

Traders inibidospela Bolsa de Valores no sucesso Intraempreendomentod

O problema foi resolvido?
Reclamação não resolvidaNão resolvido
Voltaria a fazer negócio?
Não
Nota do atendimento
0
PublicidadeIcone publicidade

Reputação da empresa:

Não recomendada
NÃO RECOMENDADA
--/ 10
CompareVer página da empresa

Está com problemas com Unick Academy?

Reclamar
Melhores
Financiamentos
Tire todas as suas dúvidas e confira o ranking das melhores empresas na página exclusiva do Reclame AQUI.
Acesse o ranking
PublicidadeIcone publicidade
PublicidadeIcone publicidade