Reclamação não respondidaNão respondida

Cobrança abusiva

Vivo (Celular, Fixo, Internet, TV)
Barretos - SP
12/08/2014 às 18:14
ID: 9727499
    Status da reclamação:
    Reclamação não respondidaNão respondida

    Esta reclamação possui mais de 3 anos e não está mais sendo contabilizada no índice da empresa

    Ver todas Reclamações

    No último dia 5 de agosto, quando entrei no site da Vivo para visualizar e imprimir a minha fatura deste mês (com vencimento em 10/08/2014) e em débito automático em minha conta corrente no Banco do Brasil, tive um verdadeiro susto, na verdade quase um infarte. Uma fatura de R$ 30.084,50. Quero informar que sou cliente da Vivo desde 1995, e tenho por hábito e praticidade mantido as cobranças em débito automático sempre. Nunca deixei de pagar um mês sequer dos serviços desde o início. Um absurdo até de terem enviado uma fatura tão irreal e abusiva como esta. Impossível para uma consumidora que possui uma fatura mensal girando em torno de R$ 270,00 a R$ 300,00 atualmente, para duas linhas telefônicas (Plano família da Vivo - são as duas linhas informadas abaixo para contato). Nunca jamais visto coisa parecida, tamanho abuso, tamanho desrespeito, passei a ligar no início daquela tarde (por volta das 14hs), para o fone 8486 da Vivo para tentar descobrir que "loucura" foi essa e solicitar que a empresa corrigisse o erro e me mandasse a fatura real. Aí começou mais uma saga para nós, infelizes consumidores de telefonia móvel celular deste país: A primeira ligação recebeu protocolo 2014981608694, a atendente Janaína disse que era uma fatura muito alta e que portanto não seria no setor dela pra resolver. Mas antes de qualquer tentativa de passar a ligação para o setor "que deveria resolver", a ligação caiu.

    Liguei novamente e o atendeu Mesina me passou o seguinte protocolo 20141981662485 e também disse que não era no setor dele que iria resolver e me passou para o setor chamado I.R.D. - Ilha de Resolução Diferenciada, onde fui atendida pela atendente Talita - que por sua vez também disse que o setor dela não poderia resolver o problema da fatura de agosto. Me pediu para anotar o protocolo 20141981662485 (mesmo do anterior) e ligar para a Ouvidoria da Vivo no 0800775.1212, das 8 as 18hs, que seria o órgão responsável para resolver a questão. Liguei em seguida para a Ouvidoria, por volta das 14h34, e a atendente Regina registrou minha reclamação e solicitação de resolução do problema, com os respectivos pedidos de desculpas da empresa, e o mais rápido possível porque a fatura inclusive estava em débito automático. A atendente me disse que eu teria uma resposta até o dia de hoje (12 de agosto), o que não aconteceu até o momento. Pedi inclusive que ela solicitasse urgência pois eu não queria que passasse o dia do vencimento da fatura. Ela me informou que prorrogou a data do vencimento (não lembro pra que dia), mas o fato é que eu quero que a Vivo corrija este erro o mais rápido possível.

    No dia seguinte ao registro no SAC e Ouvidoria da Vivo (6/8), fui ao Banco do Brasil, e solicitei a retirada da fatura do débito automático em minha conta corrente. No dia 7/8, por volta das 16hs, registrei a reclamação na Anatel, com a atendente Grazi, sob o nº de protocolo[Editado pelo Reclame Aqui]81712014. Ficaram de dar uma posição em até 5 dias úteis. Mas até agora, nada também.

    Quero acrescentar que graças a toda carga de nervoso e estresse porque venho passando desde o último dia 5 passado, fui parar em pronto socorro de hospital aqui em Brasília, com crise grave de hipertensão, com fortíssimas dores de cabeça que duraram cerca de 48 horas, e alto risco de AVC, segundo médico clínico geral que me atendeu na emergência. Desde então, estou a base de calmantes e remédios para controle da pressão arterial, indicados por cardiologista. Os estragos emocionais que este tipo de erro da empresa Vivo estão provocando, já são fato e irreversíveis. Não é possível que uma empresa trate um consumidor seu desta maneira tão desrespeitosa, e que, diante de tamanho erro, demore tanto para solucionar e dar os devidos esclarecimentos e pedidos de desculpas. Para completar a indignação, estou fidelizada na Vivo até novembro deste ano, portanto sem possibilidade de mudar de operadora, e temo que os abusos possam continuar como, por exemplo, com possível corte das minhas duas linhas telefônicas (que integram esse plano família) até a quitação da abusiva fatura. Espero que não cheguem a este ponto, e que recobrem a normalidade e a decência profissional.

    Compartilhe

    Está com problemas com Vivo (Celular, Fixo, Internet, TV)?

    Reclamar