PublicidadeIcone publicidade
Reclamação em réplicaEm réplica

Autonomia elétrica vendida não é alcançada

Volvo Cars - Automóveis
Belo Horizonte - MG
25/03/2024 às 11:09
ID: 185337819
Status da reclamação:
Reclamação em réplicaEm réplica

Troquei meu Volvo XC60 2021 por um XC60 2023. No 2021 a autonomia das baterias declarada era alcançada toda vez que elas eram recarregadas.
Na compra do carro 2023, uma dos argumentos de venda é que a autonomia elétrica agora era de 78 km. Este argumento ajudou a decidir pela troca, apesar de achar que a autonomia era pequena se comparada com outros carros híbridos plug-in. Meu carro tinha cerca de 7.000 km rodados. Não havia necessidade de troca.
Ao recarregar a bateria do carro 2023 vejo que a autonomia de 78 km nunca é alcançada. O indicador mostra 100% de carga com autonomia máxima de 66 km (cerca de 15% menos do que a declarada na hora da venda).
Fui a concessionária Volvo de BH onde fui muito bem atendido. Me informaram que a autonomia mostrada é devido ao histórico de condução do carro, o que não faz muito sentido. Carrego a bateria com 100% e ela deveria dar condições de rodar 78 km. Se o modo de condução for "desastroso" para o consumo, concordo que a autonomia será menor. Além disto a autonomia vai caindo lentamente com o passar dos dias, sem utilização do veículo.
Fazendo uma analogia com a gasolina. Quando reabasteço e zero o computador de bordo, autonomia mostrada e relativa ao tanque 100%. Não leva em consideração o consumo anterior. Por que isto não acontece com a bateria? Ou foi propaganda enganosa a autonomia de 78 km? Ou a Volvo deixou de ser uma marca confiável?
Aguardo com uma resposta a altura da reputação da Volvo. Em paralelo estou estudando o início de um processo de buy back.
Obrigado

Compartilhe

Resposta da empresa

25/03/2024 às 17:52

Olá, Sr. Graccho. Boa tarde.

Meu nome é Sandra, faço parte da Central de Relacionamento Volvo Cars!

Antes de mais nada, gostaria de agradecer o seu feedback, ele é de extrema importância para melhoria dos nossos produtos e serviços, para seguirmos com a missão de evoluir constantemente e proporcionar aos nossos clientes acesso, conforto, qualidade e segurança.

Agradecemos a oportunidade de entender melhor o ocorrido.

A análise do seu caso foi cuidadosamente realizada, conduzida e concluída pela Central de Relacionamentos Volvo Cars Brasil, sob o protocolo n 03339239.

Conforme nosso contato telefônico em 25/03/2024, de acordo com as novas determinações do INMETRO, a partir do dia 01/01/2023, todas as montadoras devem divulgar a autonomia elétrica de seus carros conforme o valor obtido nos testes do Programa Brasileiro de Etiquetagem.

As informações sobre autonomia anteriormente divulgadas pela VOLVO tinham como base os testes realizados segundo as normas do Padrão WLTP, utilizado na Europa, que diferem do Programa Brasileiro de Etiquetagem (INMETRO) em alguns aspectos, sendo que o mais relevante é que a norma do INMETRO determina a aplicação de um redutor de 30% (trinta por cento) sobre o valor da autonomia verificada no ciclo de testes, que é o que, de fato, acaba por trazer diferenças significativas entre os valores obtidos nas duas metodologias (WLTP e INMETRO).

A despeito disso, ressaltamos que o veículo continua exatamente o mesmo, não sofrendo alterações em capacidade de bateria ou qualquer outro componente interno.

Vale ressaltar, ainda, que os valores de autonomia dos veículos elétricos e híbridos, seja no Padrão WLTP, seja no Padrão INMETRO, são obtidos em condições específicas, e podem divergir da autonomia real verificada (para mais ou para menos) de acordo com uma série de circunstâncias e das condições em que os produtos são conduzidos.

Nos colocamos à disposição para esclarecimento de qualquer outra dúvida sobre o tema.

Atenciosamente,

Sandra Mota
Volvo Cars Brasil
Central de Atendimento ao Cliente: 0800 707 7590
E-mail: sac.volvocars@volvocars.com
WhatsApp: 11 97688-0513

Réplica do consumidor

26/03/2024 às 15:07

Relembrando.
O carro foi comprado em data posterior a 01/01/2023 (data da compra14/jul/2023). Em hora nenhuma foi falado sobre uso do padrão Inmetro embora eu tenha perguntado.
Repare que hora nenhuma falei que o carro não atingia a autonomia prometida de 78 km. A forma de condução / transito influenciam diretamente este valor. O histórico de condução não deveria interferir.
O que me deixa bastante preocupado / frustrado é o fato de que a autonomia de 78 km é impossível de ser alcançada. Já fiz o uso do carro em percurso quase totalmente rodoviário e em transito urbano intenso. O resultado é sempre parecido, não passando a autonomia indicada de 66 km após recarga de 100% da bateria).
O mais interessante que pesquisando na internet descobri um motorista no exterior que consegue autonomia de 50 milhas (cerca de 80 km). Será que os carros que vem para o Brasil são inferiores aos de outros países?
Ainda tenho muita preocupação sobre a saúde das bateria do carro.
E dificilmente comprarei outro carro desta montadora.

PublicidadeIcone publicidade

Reputação da empresa:

Regular
REGULAR
6.7/ 10
CompareVer página da empresa

Está com problemas com Volvo Cars - Automóveis?

Reclamar
PublicidadeIcone publicidade
PublicidadeIcone publicidade